UM POUCO DA MARAVILHA DA MISSA DE RIO CLARO COM PADRE JOCELIR E COMO TUDO COMEÇOU..

Blog de stokinha : UM POUCO DE TUDO É AQUI!, UM POUCO DA MARAVILHA DA MISSA DE RIO CLARO COM PADRE JOCELIR E COMO TUDO COMEÇOU..
Blog de stokinha : UM POUCO DE TUDO É AQUI!, UM POUCO DA MARAVILHA DA MISSA DE RIO CLARO COM PADRE JOCELIR E COMO TUDO COMEÇOU..

Emoção marca a celebração da última missa na Igreja São Pedro e São Paulo

São sete horas da noite de segunda-feira, dia 9 de novembro, e a Igreja de São Pedro e São Paulo (paróquia do Espírito Santo), no Jardim Guanabara, está completamente lotada. Executivos, empresários, profissionais liberais, donas de casa, trabalhadores do setor informal, desempregados, ex-presidiários e crianças já estão a postos para participarem da última Celebração Eucarística, das segundas feiras 19h30, realizada naquele templo. Vêm de todas as áreas de Rio Claro, de cidades da região, como Limeira, Americana, Santa Bárbara D’oeste, Araras e Sumaré e de municípios ainda mais distantes como Londrina, Belo Horizonte, atraídos pelo carisma do padre claretiano Jocelir Leo Vizioli. Prestes a completar 42 anos, padre Jocelir, como é conhecido, tem conquistado milhares de fiéis desde que chegou a Rio Claro, em 2001. Ele preside as Celebrações Eucarísticas em capelas da Paróquia do Espírito Santo, onde começou pregando para um grupo de apenas 14 pessoas, em 2001, Na Igreja Matriz da Paróquia do Espírito Santo. No dia 9 de novembro de 2009, quando celebrou a última missa, das segundas feiras 19h30, na igreja de São Pedro e São Paulo, uma multidão de mais de 2 mil fiéis se espremia nos bancos e corredores da igreja e no salão anexo para participar da celebração de despedida. Despedida apenas do templo. Porque, a partir desta segunda-feira, às 19h30, Padre Jocelir passará a celebrar suas missas no mais novo templo católico de Rio Claro, a Igreja de Nossa Senhora de Caravággio, construída sob a coordenação do próprio padre e com capacidade para receber até 5 mil pessoas. Emoção Na missa de despedida, não houve quem não ficasse emocionado. Aliás, emoção é a marca das celebrações do padre Jocelir, que chegam a durar mais de duas horas e meia. São muitos os fiéis que vão às lágrimas. As celebrações seguem os rituais de louvor com muitas canções de fé. Do altar, o padre chama a atenção pelo carisma e pela alegria com que prega o evangelho. Porém quando caminha pelo templo, com o Santíssimo Sacramento em meio aos fiéis e a igreja iluminada apenas por velas, ele faz aflorar, em cada um, os mais profundos sentimentos. Com terços, santinhos, escapulários, fotos e roupas nas mãos, nesse momento da celebração os fiéis oram, clamam e choram enquanto entoam os cânticos mais comoventes, embalados pelos músicos e cantores da banda, outro ponto alto das celebrações. Ao final da cerimônia, uma avalanche de objetos são erguidos para serem abençoados, como peças de vestuário, fotos, carteira de trabalho e chaves da casa e do carro. São 9h45 da noite e o padre Jocelir dá a benção final. Mas, para centenas de devotos ainda não é hora de voltar para casa. Nesse momento, novas filas se formam pelos corredores da igreja. É o momento da benção individual, no qual outra faceta do carismático religioso vem à tona: o dom de ajudar a expulsar o que de mal há no corpo e a devolver a calma e a alegria àqueles que o procuram nessa hora em busca de conforto.  Ao olhar também para os problemas espirituais das pessoas, ele revela sua força incomum. Suas bênçãos têm grande eficácia, sendo um ato constituído de concentração, orações e água benta. Foram as curas e libertações atribuídas ao padre Jocelir que provocaram o início da acorrida dos fiéis à paróquia do Espírito Santo. Ficando cada vez mais afamado pelo seu dom, sua bondade e a sabedoria de sacerdote continua atraindo os devotos. O padre admite que ouve com frequência relatos de cura, mas minimiza sua atuação. “Não sou eu quem promove as curas. Quem cura é Jesus Cristo”, faz questão de afirmar. Padre Jocelir é um pregador nato, dá conselhos práticos, e, principalmente, faz despertar a solidariedade comunitária. E é então que, graças a essa solidariedade, nesta segunda-feira ele realiza a missa inaugural da Igreja de Nossa Senhora do Caravággio, construída em sua totalidade com doações e recursos dos fiéis. O Santuário à Nossa Senhora do Caravággio é também mais um reflexo do carisma do padre Jocelir e de sua devoção mariana. Tudo nela está referida a Maria e em Maria a Jesus Cristo. Padre Jocelir vê a Virgem Maria profundamente unida ao mistério de Cristo Redentor, como sua acompanhante e colaboradora permanente em toda a Obra da Redenção, como Rainha e medianeira de todas as graças. No início de cada celebração, ele faz questão de reverenciá-la, provocando em todos mais uma forte dose de emoção.  “Este será o maior santuário dedicado à Nossa Senhora do Caravággio, no Brasil e o segundo maior templo construído, perdendo apenas para o Santuário de Aparecida”, orgulha-se Padre Jocelir que relaciona sua origem gaúcha à devoção à santa. É assim, com essa simplicidade, coragem, fé e devoção que ele se prepara para realizar a missa inaugural do santuário nesta noite de segunda, sob os olhos marejados de seus fiéis seguidores.

terça 17 maio 2011 04:09 , em AMOR



1 Fan


3 comentário(s)

  • Tabata mailto Qui 08 Nov 2012 01:21
    O PADRE JOCELIR E REALMENTE UMA BENÇAO,AS MISSAS QUE ELE CELEBRA SAO DIVINAS,E A EMOÇAO TOMA CONTA DA GENTE. QUE DEUS O ABENÇOE.
  • meunovocaminho Ter 17 Mai 2011 16:14
    GRANDE Rio Claro interior cultural do interior de São PAulo um lugar pefeito para fugi das loucuras da grande SP
  • mudanca Ter 17 Mai 2011 14:34
    EXCELENTE ARTIGO ..........
    BJSSSSSSSSS


Seu comentário :

(Opcional)

(Opcional)

error

Importante: comentários racistas, insultas, etc. são proibidos nesse site.Caso um usuário preste queixa, usaremos o seu endereço IP (54.204.127.56) para se identificar     



Abrir a barra
Fechar a barra

Precisa estar conectado para enviar uma mensagem para stokinha

Precisa estar conectado para adicionar stokinha para os seus amigos

 
Criar um blog